Toyota vai regressar ao WRC em 2017

A Toyota vai regressar ao Campeonato Mundial de Ralis em 2017, com o Toyota Yaris WRC. Este modelo já está a ser desenvolvido no centro técnico que a marca japonesa tem na Alemanha e inclusivé já foi visto algumas vezes em testes de estrada.

YarisWRC_01

O anúncio foi feito hoje em Tóquio pelo presidente da Toyota, Akio Toyoda, onde também apresentou o Toyota Yaris WRC, que tem sido testado por vários pilotos, entre os quais o francês Eric Camilli, Sebastian Lindholm e ainda Stéphane Sarrazin, piloto da marca japonesa no Campeonato Mundial de Endurance.

YarisWRC_2

Para Yoshiaki Kinoshita, presidente da TMG: “É uma grande honra ser responsável pelo regresso da Toyota ao Mundial de Ralis, a par com a nossa forte aposta no Campeonato Mundial de Endurance. Manter dois exigentes programas desportivos em simultâneo é um desafio enorme mas acreditamos que temos a experiência empenho e determinação para ter sucesso. Sabemos que temos muito trabalho pela frente para regressar novamente ao WRC, mas só o facto de termos recebido o apoio da Toyota Motor Corporation e também do nosso Presidente Akio Toyoda é um fator muito encorajador. Estamos ansiosos pelos próximos desenvolvimentos do Yaris WRC e para isso vamos contar também com o programa de pilotos Juniores. É um momento emocionante para todos que gostam do desporto automóvel, em especial dos ralis, e por essa razão estamos orgulhosos e confiantes para o novo desafio!”.

YarisWRC_3

O Yaris WRC está equipado com um motor de 1.6 litros turbo de injecção directa, cmo 300 cv de potência, binário de 420 Nm e caixa seguencial de seis velocidades.Apesar do programa oficial do WRC para Toyota estar confirmado, segue-se ainda o desenvolvimento e afinação dos detalhes, o que vai requerer equipas dedicadas de engenheiros e especialistas para tornar o carro ainda mais competitivo.

YarisWRC_4

Portanto, daqui a 2 anos vamos poder “matar saudades” e ver novamente uma equipa oficial da Toyota em competição no WRC, o que já não acontecia desde o já longínquo ano de 1999.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *