Sonda japonesa Akatsuki volta a reencontrar-se com Vénus 6 anos após órbita falhada

No espaço ninguém nos ouve gritar, mas há inúmeras possibilidades das coisas correrem mal, como aconteceu com a sonda japonesa Akatsuki; uma sonda que terá agora a oportunidade para se reencontrar com Vénus, 6 anos depois de ter falhado a inserção em órbita que estava prevista.

Akatsuki_1

A Akatsuki foi lançada em 2010 com destino a Vénus, onde deveria fazer inúmeras observações com as suas múltiplas câmaras (incluindo algumas de alta-velocidade, com 50 mil fps). No entanto, a sua manobra de desaceleração não correu como previsto devido a falha no motor, impedindo que ficasse na órbita do planeta e causando enorme frustração em toda a comunidade científica, e principalmente aos responsáveis pela missão. Mas… nem tudo estava perdido…

Embora a Atsuki tenha sido concebida para funcionar apenas durante dois anos, para além dos seis meses de viagem até Vénus, a mesma tem continuado em operação, mesmo após quase seis anos, e vai ter agora nova oportunidade de conseguir fazer aquilo que falhou à primeira: estando previsto que consiga entrar em órbita de Vénus em Dezembro. Não será a órbita ideal (ficará bastante mais distante do que era inicialmente previsto), mas sempre será melhor do que ficar perdida no espaço sem dar uso aos seus instrumentos – embora também surjam preocupações devido a já ter ultrapassado em muito o seu tempo de vida previsto, e o facto de ter andado durante estes anos numa órbita que a levou mais perto do Sol poder ter danificado alguns componentes.

Esperemos que desta vez tudo corra bem, em jeito de compensação da falha inicial, e para criar mais uma “vedeta” da exploração espacial, que superou tudo aquilo para a qual foi concebida e conseguiu vencer contra todas as adversidades (ao estilo dos pequenos rovers marcianos)!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *