Acidente fatal do Model X repetido por outro Tesla – que voltaria a chocar contra separador

O condutor do Tesla Model X que faleceu após uma violenta colisão com um separador já se tinha queixado à Tesla que o modo Autopilot tinha falhado no local onde veio a ter o acidente – agora temos um novo vídeo com um Tesla no mesmo local que demonstra como o sistema falhou.

A NTSB (National Transportation Safety Board) que está a investigar o acidente com o Tesla Model X que vitimou o condutor não está muito satisfeita com a forma como a Tesla tem estado a divulgar informações sobre o mesmo – embora ressalve que a empresa está a cooperar na investigação.

A Tesla fez um comunicado a confirmar que o veículo tinha o modo Autopilot activado no momento da colisão, mas foca-se em pontos como o condutor não ter as mãos no volante nos 5 segundos que precederam o acidente; e também critica os responsáveis pela estrada de não terem reposto o sistema de amortecimento de choques que deveria haver no local mas tinha sido inutilizado por um acidente anterior.

Vendo-se o local, compreende-se como o sistema terá falhado. As marcações na estrada facilmente induzem em erro, fazendo pensar que a área de separação seja uma via de circulação – e que também é comprovado pelo facto de ser um local com inúmeros acidentes (por condutores humanos).

Para complicar mais as coisas, familiares da vítima mortal disseram que ele já se tinha queixado à Tesla por o carro se ter enganado anteriormente ao passar no local, mas tendo conseguido evitar a colisão.

Se for esse o caso, temos dois factores adicionais a considerar: em primeiro lugar, se o condutor já sabia que o sistema não lidava correctamente com as condições neste local, não deveria ter utilizado o sistema ou, pelo menos, deveria manter-se bem atento na passagem pelo local; por outro lado, se a Tesla estava informada desta potencial falha, deveria ter tido uma atitude um pouco mais humilde antes de atirar as culpas para o condutor.

É que, com a proliferação de mais carros com Autopilot nas estradas (os Model 3 começam finalmente a sair da fábrica em volumes aceitáveis), este tipo de situações poderá ocorrer com muito mais frequência, e não serão necessárias muitas mais vítimas mortais até que as atenções se comecem a voltar para a capacidade – e incapacidade – do sistema Autopilot em lidar com inúmeras circunstâncias no mundo real (e talvez fazer Elon Musk repensar sobre a necessidade de um LIDAR, que ele considera dispensável).

Actualização: temos um novo vídeo que demonstra exactamente o que se terá passado; com outro condutor a passar no mesmo local com o seu Tesla e a comprovar que o carro fica baralhado com a marcação na estrada, seguindo a toda a velocidade contra o separador! (Os alertas para por as mãos no volante têm unicamente a ver com o tempo em que o condutor retirou as mãos, e não com o facto de se estar perante uma colisão iminente, que o Autopilot não está a detectar).

 

E mais um vídeo (agora durante o dia) que volta a confirmar o sucedido:

 

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *