Nissan e-NV200 supera as expectativas no âmbito da parceria com a LOGIC

No âmbito da parceria que a Nissan estabeleceu com a LOGIC, empresa especializada nas entregas de “última milha”, o comercial 100% eléctrico Nissan e-NV200 não só provou estar à altura do desafio, como superou todas as expectativas.

Ao longo dos três meses de duração do exigente teste, a Nissan e-NV200 percorreu mais de 10.000 kms e efectuou 880 entregas, tendo transportado mais de 22 toneladas de encomendas a clientes particulares e empresas.

Neste sentido, é importante frisar que a Nissan e-NV200 foi sujeita a condições de utilização real por parte da LOGIC, não tendo sido feito qualquer ajuste ou poupança na carga transportada, nos trajectos a cumprir, nem no número de quilómetros a efetuar diariamente.

Ao longo de todo o período de utilização da e-NV200, a LOGIC não necessitou de efectuar nenhuma carga rápida na rede pública de carregadores, comprovando que os 301 kms de autonomia anunciados pela Nissan superam os requisitos de uma empresa de entregas até com as características e exigências da LOGIC.

A ligação, durante o período de inactividade noturna, à wallbox nas instalações da empresa, revelou ser suficiente para uma jornada inteira o que, em média, implicava cumprir 130 kms e efectuar 16 entregas por dia na zona da Grande da Lisboa. Aliás, em períodos particularmente desafiantes, a Nissan e-NV200 chegou a realizar 24 entregas diárias e a percorrer 230 kms com uma só carga de bateria.

Com o culminar desta inovadora parceria a nível nacional, entre um fabricante de automóveis e um operador logístico de “última milha”, e avaliados os objectivos iniciais e os resultados obtidos no teste de utilização real, sobressai a capacidade da Nissan e-NV200, um comercial 100% eléctrico, de cumprir e até superar os desafios a que foi sujeito. Ajudando a desmistificar alguns preconceitos e provando que esta é uma resposta válida às questões que se levantam quanto ao futuro da mobilidade sustentável.

Com as regras de emissões cada vez mais apertadas e os crescentes anúncios de limitações futuras à entrada de veículos movidos a motores de combustão nos centros urbanos, os resultados desta parceria são, literalmente, uma lufada de ar fresco para as empresas que operam neste cenário e para os particulares que nele trabalham, vivem ou que dele usufruem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *