Nissan cobra 25 mil euros por bateria de 24kWh para Leaf

A Nissan é uma das marcas que impulsionou a adopção dos automóveis eléctricos com o Leaf, mas tem também causado alguns dissabores aos clientes que descobrem que custo de trocar a bateria é superior ao do valor do carro.

O dono de um Leaf recorreu ao Twitter para desabafar a sua incredulidade quando recebeu uma estimativa da Nissan de 25 mil euros para a troca da bateria do seu automóvel. Mesmo que se desconte o resto do material e a mão de obra, a bateria por si só – de uns comedidos 24kWh (actualização: a bateria de 24kWh foi descontinuada, agora seria de 30kWh) – continua a custar uns exorbitantes 23.845 euros.

Para referência, a troca de uma bateria de um Tesla Model 3 (se não estiver ao abrigo da garantia de 8 anos e 200 mil km) custa entre 5 a 7 mil dólares nos EUA. Aliás, este valor pedido pela Nissan torna-se ainda mais obsceno quando se considera que é bastante superior ao preço que é pedido por Leafs usados mais recentes. Uma pesquisa rápida revelou Leafs de 2015 disponíveis por cerca de 15 mil euros, e por 24 mil já aparecem modelos de 2016 e 2017.

Embora seja inevitável que um carro eléctrico venha a necessitar trocar as baterias (pelo menos até que cheguem as baterias para “1 milhão de milhas“), definitivamente não se espera que isso venha a acontecer logo ao fim de 4 ou 5 anos, e com preço superior ao valor do carro.

Actualização: Em Espanha, apesar de também estar sujeito a “aventuras”, o custo de substituição da bateria do Leaf fica entre os 7 mil e 9 mil euros (preço actualizado, depois de já ter custado 5 mil euros), pelo que algo de muito errado se passa com o preço dado pelo representante da Nissan em Portugal.

Actualização 2: Havia um comentário da Nissan – entretanto removido – que referia que o preço da bateria de 30kWh rondará os 5 mil a 6 mil euros (mais IVA).

A Nissan Ibérica terá confirmado, depois deste comentário ter sido removido, que o preço exorbitante seria o correcto.

Por esta altura, já seria tempo da Nissan emitir um comunicado oficial, a esclarecer a situação de uma vez por todas.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *