Tesla patenteia direcção assistida mais eficiente e compacta

A Tesla tem seguido um caminho curioso na evolução dos seus automóveis, dedicando-se não só aos motores e baterias, mas também aumentando a eficiência de muitos outros componentes: como a direcção assistida.

Todos desejaríamos que, de um dia para o outro, surgissem motores ou baterias que dessem um salto “de gigante” face às tecnologias existentes. Mas, realisticamente falando, sabemos que esses avanços têm sido progressivos. No entanto, isso não impede que se devam olhar para os outros elementos que gastam energia num automóvel, e é precisamente isso que a Tesla tem feito.

Depois de já se ter aventurado num limpa pára-brisas electromagnético e de explorar um novo sistema de aquecimento e arrefecimento para os bancos que também diz ser mais eficiente que os actuais, a Tesla avança com um motor de direcção assistida mais compacto e que consome menos energia.

Poderá não parecer muito, mas penso que começaremos a entrar numa fase em que todas as pequenas coisas ajudam; ao estilo daqueles aparelhos com consumos em standby em nossas casas, que individualmente podem parecer insignificantes – 0,5W aqui, 0,6W ali, 1W acolá – mas que no final podem resultar em dezenas, ou até centenas de watts que estão a ser consumidos desnecessariamente a tempo inteiro. Ou, relembrando a estratégia de redução de peso da Mazda, que permitiu poupar centenas de quilos nos seus automóveis, simplesmente poupando umas poucas gramas em todo e cada componente, incluindo os parafusos.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *