Porsche Taycan leva autonomia de apenas 323 km nos EUA

A Porsche sofreu um revés nos EUA, com a entidade responsável por medir as autonomias em condições reais a ter atribuído ao Taycan uma autonomia de apenas 323 km – muito distante dos 450 km que a marca anuncia.

Este resultado de 323 km (201 milhas) deixa o Taycan não só abaixo das autonomias dos Tesla, como praticamente de todos os veículos eléctricos, incluindo os de escalões bastante inferiores e com baterias de menor capacidade. É um resultado que a Porsche tem tido dificuldade em aceitar, tendo já pedido mais medições independentes, que aparentemente terão confirmado valores próximos dos 450 km anunciados.

Poderá dar-se o caso da Porsche não ter o seu carro tão afinado para o ciclo de testes da EPA como o tem para o WLTP Europeu, mas não deixará de ser estranho que o Taycan se tenha destacado (pela negativa) neste teste, enquanto tantos outros veículos eléctricos continuam a manter autonomias próximas das anunciadas. Vai ser interessante ver que desenvolvimentos isto irá trazer…

Mas acima de tudo, esperemos que isto não venha a servir de origem para que se entre numa nova era de tácticas para enganar os ciclos de testes, como aconteceu no dieselgate e os sistemas afinados deliberadamente para esconder as emissões apenas durante o processo de teste, e depois ultrapassando os limites quando circulavam no mundo real!

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *