GM volta a recolher os Chevy Bolt que continuam com risco de incêndio

A tentativa da GM despachar os problemas com os Chevy Bolt incendiários apenas com software não está a surtir efeito.

Em resposta à primeira vaga de Bolts incendiados a GM efectuou uma recolha, mas limitou-se a aplicar uma actualização de software que limitava a potência de carregamento e nível da bateria. Infelizmente isso, por si só, não foi suficiente, levando ao pedido para não se deixar o carro numa garagem ao carregar. Uma situação que, para muitos, será insustentável.

Por isso mesmo, a GM vai fazer nova recolha dos Bolt por risco de incêndio, e indicou que o problema ocorre nos packs de baterias que combinam dois defeitos de fabrico (mas sem dizer quais são os problemas em si).

Para aguentarem até à recolha, a GM está a pedir aos utilizadores para que não carreguem a bateria acima dos 90%, nem que a deixem cair abaixo dos 30%, fazendo com que estas pessoas possam usar apenas 60% da carga do seu automóvel. Fica também por esclarecer se desta vez a GM vai proceder à troca de bateria nos carros afectados, ou se continuará a tentar disfarçar o problema usando software.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *