Toro Rosso escolheu Daniil Kvyat para o lugar de Daniel Ricciardo

 

Contra todas as expectativas, nomeadamente as dos fãns portugueses, a Toro Rosso anunciou ontem que o lugar de Daniel Ricciardo será ocupado em 2014 pelo jovem piloto russo Daniil Kvyat, em detrimento de António Félix da Costa.

Toro_Rosso_DK_1

O motivo para esta escolha é simples, algumas empresas russas avançaram com o dinheiro necessário para assegurar o lugar de Daniil Kvyat na segunda equipa da Red Bull.

Com as alterações nas regras da Fórmula 1 para a próxima época, as equipas foram forçadas a aumentar os seus orçamentos, o que vai provocar algumas mossas, principalmente nas equipas “mais pequenas”, onde se inclui a Toro Rosso, o que levou a equipa de Faenza a deixar-se seduzir pela mala cheia de dinheiro dos russos.

Toro_Rosso_DK_2

Esta decisão representa uma alteração da forma como a Red Bull vinha a trabalhar com os seus jovens pilotos, uma vez que até agora estes eram “promovidos” segundo critérios de mérito e experiência. O jovem piloto russo, de apenas 19 anos, que esta época tem participado no GP3 Series, não tem nenhuma experiência na disciplina máxima do desporto automóvel, ao contrário do português.

António Félix da Costa revelou o seu “fair-play”, tendo felicitado o piloto russo através da sua conta no Twitter: “Custa, mas é mesmo assim. Estou feliz pelo Daniil e por ele continuar na família Red Bull”. O piloto português agradeceu ainda a todos os fãns e simpatizantes por todo o apoio.

Entretanto, Félix da Costa divulgou um comunicado oficial acerca deste assunto:

“Esta é uma notícia que ninguém em Portugal queria ouvir, mas a Red Bull optou pelo Daniil Kvyat para a Toro Rosso em 2014 e o objectivo de entrar na Fórmula 1 como piloto titular não foi, para já, atingido. Acredito que estou preparado para dar o salto para a Fórmula 1, mas cabe à Red Bull decidir e por mais que custe, há que levantar a cabeça e ir à luta. Neste momento estou triste, como muitos portugueses estarão, mas aprendi que na vida nada é garantido e vou continuar a trabalhar arduamente para chegar à F1, em conjunto com a Red Bull e toda a estrutura que me acompanha de há vários anos para cá, casos do Tiago Monteiro, o meu irmão Duarte, o meu preparador físico Emiliano Ventura e os meus parceiros. Continuo a fazer parte da família Red Bull e muito brevemente, logo que tudo esteja definido, comunicarei o meu programa desportivo de 2014. Como piloto profissional garanto a todos os Portugueses que vou continuar a competir ao mais alto nível, com a mesma determinação e vontade de vencer. Quero desejar boa sorte ao Kvyat, esperando que ele seja um digno sucessor do Daniel Ricciardo. Resta-me agradecer ainda todo o incrível apoio que recebi nestas últimas horas, sinto que os portugueses estão frustrados, mas continuem a acreditar, pois o meu caminho para a Fórmula 1 não termina aqui!”.

Entretanto nas redes sociais foi criada a hashtag #whynotdacosta para manifestar o descontentamento com esta escolha da Toro Rosso.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *