Como “hackar” um automóvel com um Arduino

 

Os automóveis actuais incluem cada vez mais elementos electrónicos e era inevitável que alguém “inventasse” uma forma de aceder às suas funções e reprogramá-las. Foi o que fizeram dois programadores espanhóis, Alberto Garcia Illera e Javier Vázquez Vidal, que idealizaram um dispositivo baseado num Arduino (caso não saibam o que é um Arduino, podem encontrar mais informações aqui ou aqui) e muito barato que permite “hackar” automóveis a partir de um dispositivo com Bluetooth.

arduino_1

Mas não vale a pena entrarem em pânico, porque não é possível utilizar esta ferramenta remotamente, portanto podem ficar descansados que ninguém vai, por exemplo, desactivar os travões do vosso automóvel a partir de casa 😉

Este dispositivo tem que estar ligado fisicamente à porta OBD do veículo, o conector geral de diagnóstico normalmente utilizado pelas oficinas e que costuma estar localizado na zona por debaixo do volante. Para construir este dispositivo de “hacking” são necessários mais alguns componentes, para lá do já mencionado Arduino, tais como os conectores e um regulador de voltagem. O segredo desta “invenção” está no software desenvolvido por estes dois programadores espanhóis, que utilizaram o protocolo K-Line, muito comum nos automóveis fabricados entre 1998 e 2010, mas que pode ser facilmente adaptado para outros protocolos, como o CAN, que passou a ser “obrigatório” a partir de 2008.

arduino_2

Os dois programadores idealizaram este dispositivo para conseguirem aceder à configuração dos seus próprios automóveis e ajustar alguns dos seus parâmetros ao seu gosto, mas como é óbvio, se esta ferramenta for utilizada por alguém mal-intencionado, poderá servir para imobilizar completamente um veículo, activar ou desactivar diversas funções ou até alterar, por exemplo, o funcionamento da direcção assistida.

O trabalho destes programadores foi apresentado no evento Def Con 21 em Las Vegas, e acaba por demonstrar a escassa (ou mesmo nula) segurança dos sistemas electrónicos que equipam os veículos automóveis modernos, mesmo que seja necessário aceder ao seu interior para os tornar vulneráveis.

 

[youtube http://youtu.be/ispXq4EMrsY]

Fonte: Gizmodo ES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *