O Cockpit do carro que vai atingir as 1000mph

A imagem parece tirada de uma nave futurista de um filme de ficção científica, mas é completamente real e é a imagem que Andy Green irá ver quando, se tudo correr bem, o seu veículo bater mais uma vez o recorde de velocidade de terrestre, superando as 1000mph – cerca de 1690Km/h!

BloodHound_01

Importará referir que Andy Green já detém o recorde de velocidade no solo, quando em 1997 levou o seu Thrust SCC até aos 1227.985Km/h (763mph) – valor que superou tangencialmente a velocidade do som (Mach 1.02). Agora, com o novo Bloodhound SSC (Super Sonic Car) a tentativa é bem mais ambiciosa, e pretende bater as 1000mph usando um moto a jacto, dois foguetes, e um motor V8 de Fórmula 1… cujo único objectivo é gerar energia para os sistemas a bordo.

BloodHound_02

O cockpit é uma estrutura monocoque em fibra de carbono, idêntica à que se usa na F1 e nos caças de combate, e que consiste numa estrutura alveolar de alumínio revestida com sete camadas de fibra de carbono num dos lados, e cinco camadas no outro. Não admira portanto que só o cockipt tenha necessitado de mais de 10000h a fabricar.

 

[youtube http://youtu.be/MgwWrALEe4E]

Todo o cockpit foi feito à medida do piloto, incluindo o volante, feito à medida das suas mãos.

Curiosamente, o cockpit tem também uma função adicional: a “bolha” que cria no Bloodhound é usada para desacelerar o ar que entra no motor para velocidades subsónicas, de modo a não o danificar. Este formato concebido pelos especialistas em aerodinâmica será suficiente para fazer com que mesmo a 1000mph, o ar que entre no motor a jato terá uma velocidade abaixo de 761mph.

Os desafios são muitos e ainda há muito trabalho pela frente. Se tudo correr bem a tentativa de bater as 1000mph será feita em 2016. Acho que nem se consegue imaginar o que é uma velocidade destas no solo, são 470m por segundo, o que permitiria ir de Porto a Lisboa em cerca de 10 minutos!

 

[youtube http://youtu.be/8XXvVfOLm7U]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *