Alemanha quer proibir motores de combustão interna até 2030

Os motores de combustão interna têm sido sinónimos dos motores dos automóveis ao longo de mais de um século, mas agora a Alemanha quer definir a data para o fim desta era para 2030.

mercs

O objectivo é que, o mais tardar em 2030 não seja permitida a criação ou comercialização de automóveis poluentes, o que não deixar de ser uma meta ambiciosa para uma indústria onde é costume demorar décadas a fazer seja o que for (veja-se a adopção do ABS, estabilização electrónica, etc). Aliás, bastará relembrar há quanto tempo nos vão prometendo que os automóveis eléctricos “estão mesmo a chegar”… já lá vão quase duas décadas (ou mais).

Se a medida for aprovada na Alemanha, é de esperar que rapidamente se alastre a toda a União Europeia, e sem dúvida que seria bem vista com bons olhos por todos os que se preocupam com as questões ecológicas – embora se trate de uma medida que também vem acompanhada de muitos “efeitos secundários” pois irá fazer mexer a balança do poder em termos dos mercados dos combustíveis e energia.

Resta-nos esperar (sonhar?) que nesta nova etapa da humanidade as entidades responsáveis pela geração de energia limpa possam ser um pouco menos gananciosas e encarem o seu papel como promotoras e proporcionadoras de um futuro melhor para todos… Mas entre energia, automóveis autónomos, realidade virtual e muitas outras tecnologias que certamente surgirão ao longo da próxima década, é certo que muito irá mudar até lá.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *