Grupo Renault lança dispositivo de armazenamento de energia com baterias de veículos eléctricos

O Grupo Renault anunciou o lançamento do Advanced Battery Storage, uma solução de armazenamento estacionário de energia, que se baseia, exclusivamente, em baterias de automóveis eléctricos.

A prazo, este dispositivo será capaz de armazenar pelo menos 60 MWh, o que o tornará no maior do género em toda a Europa. As primeiras instalações serão realizadas no início de 2019, em três zonas: nas fábricas da Renault de Douai e Cléon (ambas em França) e numa antiga fábrica de carvão na Renânia do Norte Westphalia (Alemanha). A capacidade de armazenamento será, progressivamente, aumentada até incluir 2.000 baterias de automóveis eléctricos, onde atingirá – mas provavelmente ultrapassará – o valor de 60 MWh, o equivalente ao consumo diário de uma cidade com 5.000 lares.

O objectivo deste dispositivo é o de gerir as diferenças entre o consumo e a capacidade de produção de electricidade num determinado instante, de forma a aumentar a quota das energias renováveis no mix energético, através da manutenção do equilíbrio entre a oferta e a procura da rede eléctrica, quando as diferentes fontes de produção não têm capacidades constantes.

Qualquer desvio entre o consumo e a capacidade de produção pode comprometer a estabilidade da frequência da electricidade doméstica (50 Hz). Através da sua contribuição ao equilíbrio da rede, o armazenamento estacionário permite reforçar a atractividade económica da produção energética, através de fontes com baixas emissões de carbono.

O armazenamento será feito a partir de baterias de veículos eléctricos que são acondicionadas em contentores e recorrendo, primordialmente, a baterias de segunda vida. Ou seja, que foram já utilizadas em veículos eléctricos. “O sistema ‘Advanced Battery Storage’ terá a possibilidade de libertar ou absorver, quase instantaneamente, uma potência de 70 MW. A potência e a capacidade desta solução permitirá responder, eficazmente, à maioria das solicitações da rede eléctrica“, afirma Nicolas Schottey, Director do programa de New Business Energie do Grupo Renault.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *