Iberdrola vai instalar mais de 25 mil postos de carregamento em Espanha

A Iberdrola, grupo espanhol focado na produção, distribuição e comercialização de energia, vai implementar pontos de carga rápida a cada 100 kms das principais vias de Espanha.

Com o aumento da procura que vem surgindo nos últimos tempos, a companhia eléctrica vai instalar, nos próximos quatro anos, mais de 25 mil postos de carregamento para veículos eléctricos. Mediante acordos com cadeias hoteleiras, restaurantes e áreas de serviço, a eléctrica vai instalar pontos de carregamento em espaços públicos urbanos das principais cidades espanholas.

Graças à app “Recarga Pública Iberdrola” (disponível para Android e iOS), os utilizadores poderão localizar facilmente estes novos pontos de carregamento, tal como criar uma reserva e fazer o pagamento. O plano Smart Mobillity da Iberdrola permitirá percorrer 100 quilómetros por apenas 50 cêntimos.

A implementação deste plano da Iberdrola teve início no passado mês de Novembro com a instalação de 50 postos de carregamento de veículos eléctricos em centros Ikea, para utilização tanto dos seus clientes como dos colaboradores.

A Iberdrola fará a instalação de estações de carregamento rápido (59 kW) e super-rápido (150 kW), o que permitirá carregar a maioria da bateria em cerca de 30 minutos. Serão também instalados alguns postos de carregamento ultra-rápido (350 kW), que permitirão carregar mais de 80% da bateria em apenas 10 minutos. Os postos de carregamento terão capacidade para dois a sete veículos.

Este projecto representa um investimento superior a 10 milhões de euros e pretende “eliminar as actuais barreiras da mobilidade urbana sustentável”. A energia disponibilizada por estes postos de carregamento será “100% verde”.

Já que a Iberdrola também está presente em Portugal, que tal alargar este plano de instalação de postos de carregamento ao nosso país?

Um Comentário

  1. Excelente iniciativa, espero que a Iberdrola (e outras comercializadoras de energia elétrica) sigam o mesmo exemplo em terras de D. Afonso Henriques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *