Mais um acidente fatal com um Tesla em circunstâncias idênticas à do primeiro acidente

Temos um novo caso de um acidente fatal com um Tesla, desta vez um Model 3, em circunstâncias idênticas à do primeiro acidente mortal com um Tesla em modo Autopilot.

Foi em 2016 que tivemos o primeiro acidente mortal com um Tesla (Model S) em modo Autopilot, no qual o carro não detectou um camião atravessado na estrada, embatendo a alta-velocidade e vitimando o condutor. Agora, temos um caso idêntico com um Model 3 (embora ainda não esteja confirmado que estivesse com o Autopilot activo), onde novamente o Tesla se meteu por baixo de um camião a atravessar a estrada, praticamente cortando o tejadilho e prosseguindo durante cerca de 500 metros antes de se imobilizar.

É certo que, mesmo que tenha sido “culpa” do Autopilot, a Tesla relembrará que o seu sistema informa os condutores de que têm que manter a atenção constante na estrada, para estarem prontos a assumir o controlo a qualquer instante.

Mas por outro lado, para além de outras falhas fatais, há relatos da Tesla quanto à segurança do seu Autopilot que têm sido postos em causa. E seguramente não ajudará que mesmo agora, enquanto por um lado vai dizendo que os condutores têm que estar atentos permanentemente, por outro lado continua a usar designações como “capacidade de condução autónoma total” que manifestamente induzirão em erro os potenciais utilizadores do sistema.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *