Tesla prestes a conseguir revolução nas baterias de lítio

O investimento da Tesla na investigação das baterias parece estar prestes a dar frutos, com um dos principais investigadores na área a dizer que fizeram avanços que podem suplantar as baterias de estado sólido que se pensavam ser o futuro da indústria.

As baterias de estado sólido eram encaradas como sendo o futuro das baterias de iões de lítio, potenciando mais capacidade e segurança. Mas Jeff Dhan e a sua equipa, um dos principais investigadores na área, que contribuiu para que as baterias de iões de lítio se tornassem naquilo que são hoje, dizem ter feito descobertas que permitem ultrapassar essas expectativas.

Jeff Dahn estava a trabalhar para a 3M há quase duas décadas, quando em 2016 a Tesla o conseguiu aliciar para a sua divisão de investigação e desenvolvimento de baterias. Com a informação que tem vindo a público, o grupo terá conseguido desenvolver uma nova evolução das baterias Li-Ion que terá muito maior densidade de energia e será mais resistente aos ciclos de carga e descarga. Outra parte importante é que essas baterias mantêm um processo de fabrico idêntico à das actuais, acelerando significativamente as possibilidades de chegarem ao mercado em tempo útil – ao contrário do que acontece com as baterias de estado sólido.

Todo e qualquer avanço a nível das baterias representará uma vantagem crucial e estratégica para a Tesla, tanto a nível dos seus automóveis e soluções de armazenamento de energia (Powerwalls, etc.) como também a nível global, caso licencie essa tecnologia para aplicação em todas as restantes áreas (smartphones, smartwatches, portáteis, etc.). Vamos ver quanto mais tempo teremos que esperar para que estas melhorias se façam sentir em produtos disponíveis no mercado.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *