Citroën lança campanha especial para o Berligon, o furgão mais produzido em Portugal

Originalmente apresentado em 1996, o Citroën Berlingo é um veículo comercial que rapidamente assumiu um papel preponderante no mercado profissional, tornando-se num verdadeiro sucesso
no segmento dos Veículos Comerciais Ligeiros, a nível internacional e, também em Portugal.

Até ao passado mês de Março, antes da interrupção da produção – entretanto retomada – imposta pela pandemia da Covid-19 que parou todo o tecido industrial, empresarial e social do país, o Centro de Produção PSA de Mangualde havia atingido a marca de 540.000 unidades Berlingo produzidas, um volume que representa mais de 35% do total de 1.445.000 veículos que já saíram
desta linha de montagem inaugurada em 1964.

Premiando o sucesso deste Furgão Made in Portugal, corroborado pelos clientes profissionais, a Citroën e a sua Rede de Concessionários lançaram uma campanha dedicada ao modelo, que se traduz numa forte vantagem para os seus clientes empresas e empresários em nome individual. A variante Berlingo Van, na versão de carroçaria M equipada com a motorização 1.5 BlueHDi de 75 cv e caixa de 5 velocidades, no nível de equipamento Control, passa a ter uma renda mensal em renting com a FREE2MOVE Lease de 176 € /mês.

Este valor aplica-se a contratos com um prazo de 48 meses ou 80.000 km – o que se atingir primeiro – e inclui as despesas de legalização, de transporte e de preparação, bem como as despesas de manutenção e o valor do IUC.

O Berlingo Van M 1.5 BlueHDi 75 CVM Control integra, entre outros, a versátil Cabina Extenso, que se destaca pelos 3 lugares dianteiros com rebatimento do banco central, travão de estacionamento eléctrico e banco do condutor regulável em altura, bem como o Pack Control M, composto pelo sistema de ajuda ao estacionamento traseiro, pela porta lateral direita deslizante, sistema de ar condicionado manual e regulador e limitador de velocidade.

Ostentando o selo “made in Portugal”, com origem em Mangualde, o Citroën Berlingo contribui activamente para o PIB nacional, com implicações directas no tecido empresarial e industrial da região e do país. Desde 1996 até à data, já se comercializaram mais de 81.300 unidades deste furgão, em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *