NHTSA pede à Tesla para recolher Model S e X com problemas de memória flash gasta

A entidade rodoviária norte-americana (NHTSA) está a pedir à Tesla que corrija o problema das memórias flash gastas nos Model S e Model X, por poderem por em causa a segurança de utilização do veículo.

No final de 2019 foi descoberto que os Model S e Model X mais antigos usavam memórias eMMC que não eram particularmente duráveis, e que a par dos logs excessivos guardados pela Tesla, se gastavam e impediam o correcto funcionamento do MCU, fazendo com que o sistema encravasse, entrasse em ciclos de reboot. Uma falha que a Tesla lá reconhceu, oferecendo uma garantia prolongada, mas que aparentemente não está a ser cumprida – e que agora leva ao pedido de recolha feito pela NHTSA.

Uma vez que falha pode impedir o funcionamento do MCU e impedir o acesso a funções como a visualização da câmara de marcha-atrás e acesso a outras funções do veículo, a NHTSA avança com um pedido oficial para que a Tesla recolha os 158 mil Model S e Model X afectados para corrigir o problema; sendo dado um prazo de duas semanas para que a Tesla aceite o pedido ou o conteste – sendo que neste último caso ficaria numa má posição perante os 158 mil donos dos Tesla afectados.

Os problemas de memórias flash gastas ao fim de alguns anos não são propriamente novos (o icónico Nexus 7 é um dos produtos que infelizmente também sofria desse mal), mas obviamente que quando se está a falar de automóveis que custam cerca de 100 mil euros, não é propriamente aceitável que isso aconteça – especialmente tendo em conta que a Tesla se especializa na parte do software do veículo, e deveria ter contemplado desde logo essa eventualidade. Teremos que aguardar para ver a resposta da Tesla, mas considerado que a empresa tem estado em máximos recorde na bolsa, é de esperar que opte por acatar o pedido de recolha e não arriscar um pesadelo de relações públicas por causa de um chip de poucos euros (ou cêntimos).

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *