Ford anuncia novos Fiesta Hybrid e Focus EcoBoost Hybrid

No próximo dia 2 de Abril, a Ford irá desvendar muitas novidades sobre a sua estratégia de electrificação, veículos comerciais e
SUV, como parte da visão da companhia para a nova era de mobilidade.

Será no âmbito da experiência “Go Further”, evento que terá lugar em Amesterdão, que a Ford irá desvendar as muitas novidades e produtos, neles incluindo-se uma diversificada família de soluções de motorização electrificadas para os clientes Ford.

Esta nova geração de veículos inteligentes para um mundo inteligente irá contribuir para um futuro mais limpo e mais silencioso, ao mesmo tempo que aporta os valores de marca Ford, em termos de confiança, acessibilidade e diversão de condução, aos novos veículos eléctricos.

A Ford vai introduzir, já no próximo ano, os novos modelos Fiesta mild-hybrid de 48 volts e Focus EcoBoost Hybrid, processo que ajudará a Ford a disponibilizar, ao maior número de consumidores, uma das gamas mais abrangentes e completas dotadas dos
benefícios da electrificação.

Os derivativos Fiesta EcoBoost Hybrid e Focus EcoBoost Hybrid irão integrar uma sofisticada arquitectura mild-hybrid, preparada para aumentar e eficiência no consumo de combustível, complementando a experiência fun to drive da Ford com performances mais potentes e melhor resposta do motor.

Um sistema integrado de arranque/gerador por correia (BISG) substitui o tradicional alternador, permitindo a recuperação e o armazenamento da energia que, geralmente, se perde durante a travagem e as descidas inclinadas, carregando uma bateria de iões de lítio, de 48 volts, refrigerada a ar.

O BISG também opera como motor, interagindo na perfeição com o bloco de três cilindros 1.0 EcoBoost, motor de combustão de baixa fricção, usando a energia armazenada para fornecer assistência ao binário em condução normal e em aceleração, bem como no abastecimento dos sistemas eléctricos auxiliares do veículo.

A assistência eléctrica ao binário ajuda a garantir uma performance mais robusta e ágil, particularmente nas baixas rotações do motor, garantindo uma experiência de condução mais flexível e conectada. O BISG também permitiu aos engenheiros da Ford aumentar a potência do motor EcoBoost, de 1,0 litros, com um turbo maior, atenuando o denominado turbo-lag.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *