Espanha prepara radares que detectam travagens antes do controlo de velocidade

Em Espanha estão a ser testados os “radares em cascata”, que pretendem apanhar quem trava antes de um radar de controlo de velocidade e de seguida volta a acelerar.

A rotina rodoviária é frequente, não só em Espanha como também em Portugal. Um automóvel segue a velocidade elevada, aproxima-se de um ponto de controlo por radar, trava para a velocidade regulamentar (de forma mais ou menos brusca dependendo do condutor e do dia) e volta a acelerar algumas centenas de metros após ter passado o radar.

Em Espanha, alguém teve a brilhante ideia de achar que a solução para o problema é a instalação de um sistema que detecta travagens antes do radar e posterior aceleração depois do radar, que na verdade consiste na instalação de múltiplos radares em sequência. O sistema tem gerado polémica, até sobre a legalidade, mas não é preciso complicar demasiado e entrar na discussão sobre se isto vai penalizar quem está a travar para cumprir a lei: no fundo, são apenas vários radares de velocidade, que ficam posicionados a poucas centenas de metros uns dos outros.

A parte idiota do sistema é que não é difícil ser um génio para antecipar qual será o resultado: os condutores continuarão a fazer o mesmo, travando antes de chegarem ao início destes (agora vários) radares, e voltando a acelerar depois de os passarem. Qual será a solução que irão inventar a seguir, colocar um radar a cada 100 metros ao longo de todas as estradas?

Por cá não me pareça que este problema se coloque. Afinal, se já temos que ter radares “falsos” por não haver radares para todos os pontos de controlo, as probabilidades de instalar três ou quatro num único local são extremamente reduzidas.

Publicado originalmente no AadM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *